in

* Profissional não capacitada causa transtornos a clientes que solicitaram revisional de parcelamento


 

cuidado com maus profissionais

As instituições financeiras são grandes facilitadoras para que o cidadão possa realizar o sonho de ter posse de um bem como casa, carro e motocicletas.

O grande problema é que no momento da negociação o consumidor não analisa com precisão o quanto de juros estão inclusos na parcela, o que, em muitos casos conta com juros abusivos.

Bons advogados conseguem, sem problema algum, entra com ação revisional e reduzir as parcelas do financiamento ou até mesmo quitá-lo. Mas o essa prática tem sido alvo de maus “profissionais”, que aproveitam para ludibriar o cidadão honesto a deixar de pagar as parcelas e entrar com ação revisional.

Em Capinópolis há ótimos profissionais em atividade, o que não impede que advogado(a)s desconhecidos e sem experiência atuem no municí­pio. Alguns desses “profissionais” chegam e instruem a não recolher a parcela e aguardar a decisão judicial, ocasionando “negativação” do nome do cliente em sistemas de proteção de crédito.

Existe casos que, ao serem pressionados, simplesmente renunciam-se como advogado(a) no caso, deixando o cliente desorientado e sem saber que rumo tomar. É fundamental que se analise o currí­culo ao contratar todo e qualquer profissional, seja qual for o segmento de atividade, evitando maiores transtornos.

 


What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Written by Diário do Pontal

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

* Morte de Chupitila ainda não foi desvendada

* Morre o empresário José Joaquim